Sexta-feira, 31 de Dezembro de 2010
A minha descoberta de 2010

 

Coluna de hoje do Expresso online:

 

(...)

 

Ou seja, Rentes não escreve com aquela prosa pedante e nevoenta dos Vergílios Ferreiras. Sobre o romance "A Amante Holandesa" (Quetzal), Bruno Vieira Amaral, no i, já disse tudo . Gostaria apenas de acrescentar que estamos na presença de um romance raríssimo na nossa literatura, porque, oh! heresia, tem um plot, um enredo bem montado, porque não tem medo de contar uma estória ao mesmo tempo que traça um fresco social (entre a Bragança das mães e meninas e uma aldeia onde existe aquela violência que apenas o "Correio da Manhã" apanha).

 

II. No diário "Tempo Contado" (Quetzal), Rentes de Carvalho confessa a admiração por um romance de João Ubaldo Ribeiro: "Sargento Getúlio" (Edições Nelson de Matos), esse fabuloso retrato do sertão brasileiro feito através de um vertiginoso monólogo. Nesse livro, Ubaldo capta o vocabulário das gentes locais, e o dito monólogo é feito com esse vocabulário popular e até com os erros ortográficos e gramaticais. Rentes não tem esta ambição quase etnográfica de Ubaldo, mas também recupera um português antigo, um português telúrico que estava esquecido. Para a geração educada na americanização da linguagem (andar à porrada é bullying; trabalhar bem é networking), o português de Rentes é quase uma nova linguagem: "monturo", "vou-me a passear pela alameda", "pertinácia", "felizmente chegamos sem empeno", "amesendamos num restaurante", "dia cinzento como o de ontem, mas morrinha em vez de nevoeiro", "no quarto de banho ponho-lhe um esparadrapo","manhã gris, ventosa e tristonha" (itálicos meus).

 

(...)



por Henrique Raposo às 09:21 | link | partilhar

autores
Henrique Raposo
Rui Ramos
Livros






Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009