Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Clube das Repúblicas Mortas

Clube das Repúblicas Mortas

23
Jun10

África do Sul e o Mundo sem Europeus

Henrique Raposo

 

Início do epílogo, pp. 273-274:

 

... A África do Sul tem um Presidente polígamo. Orgulhosamente polígamo, diga-se. Jacob Zuma pertence à tribo Zulu, logo, achou por bem casar-se com três mulheres. O terceiro casamento presidencial causou recentemente uma enorme polémica na Grã-Bretanha e na minoria branca da África do Sul. Mas, apesar destas críticas eurocêntricas, a situação é bem clara: a África do Sul legalizou a poligamia em 1998. Numa espécie de revolta normativa a partir dos lençóis, os sul-africanos re-legitimaram uma prática ancestral que tinha sido ilegalizada pela cultura ocidental ...

Na resposta à recente polémica, um deputado do ANC não podia ter sido mais transparente a este respeito: “vivíamos com leis impostas pelos brancos. Tínhamos de fingir que éramos europeus. Com essa mudança passámos a ter domínio sobre as nossas vidas”. Os europeus podem considerar a poligamia uma aberração, mas os sul-africanos não pensam dessa forma. No passado, os europeus tinham o poder necessário para impor a monogamia como único modelo moral legítimo. Hoje, os europeus não têm esse poder, e, portanto, são forçados a conviver com uma prática que consideram ilegítima. Esta questão da poligamia simboliza, de forma quase cómica, o fim do eurocentrismo, o outro grande paradigma defendido neste livro. Se o mundo pós-atlântico representa a revolta material dos Estados não-europeus, o fim do eurocentrismo simboliza a revolta intelectual e normativa dos actores não-europeus contra a hegemonia intelectual e moral do velho Ocidente. Se o pós-atlantismo actua no mundo empírico, o fim do eurocentrismo remete para o mundo das ideias, das narrativas normativas, dos instrumentos conceptuais que determinam a percepção da realidade.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Henrique Raposo:

  •  
  • Rui Ramos:

  •  
  • Notícias

  •  
  • Revistas

  •  
  • Blogs

  •  
  • Arquivo

    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2013
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2012
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2011
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2010
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2009
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D