Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube das Repúblicas Mortas

Clube das Repúblicas Mortas

03
Set13

A vulgata psicológica

Henrique Raposo
pp. 56 e 57

 

"(...) O objecto desta fabulosa experiência científica é o 3:10 to Yuma (o original é de 1957, realizado por Delmer Daves;  o remake é de 2007, realizado por James Mangold). A história gira em torno de dois homens, o bandido (Ben Wade - Glenn Ford/Russell Crowe) e o pai de família (Dan Evans - Van Heflin/Christian Bale). Como já perceberam, o encanto da história deriva da colocação de um homem normal numa situação extraordinária. Não vou contar mais nada, para não ser desmancha prazeres. Vou apenas, como dizia há pouco, comparar a atmosfera de cada filme. E a diferença principal está na forma como se aborda o bandido, Ben Wade. O filme original não tenta explicar o comportamento do bandido, ou seja, não tenta explicar a origem do mal. O mesmo já não sucede no filme de 2007. Mangold tenta explicar o mal através dos traumas psicológicos: o pai era um pulha, e a mãe uma faraónica meretriz, logo, Wade só podia ser bandido. Esta justificação revela bem o ar do tempo das nossas sociedades, que vivem subjugadas por esta espécie de vulgata psicológica.  

Dentro e fora do grande ecrã, esta vulgata psicológica abole o indivíduo, abole a escolha consciente. No clássico, o bandido é bandido porque assim o escolheu. Mas, hoje, as nossas sociedades são incapazes de aceitar que alguém escolha livre e conscientemente um caminho, digamos, sinuoso. As pessoas não querem aceitar que, por exemplo, a vontade de poder tem vários caminhos, e muitos desses caminhos são ilegais e ilegítimos. E daí nasce a relação causa-efeito do remake: Wade é um bandidolas, porque (e só porque) foi maltratado pelos pais. No filme de 1957, temos um indivíduo. Neste filme de 2007, temos uma pulsão psicológica. Aquilo não é uma personagem, é um tomo de má psicologia (...) O mundo e o cinema eram bem melhores antes da vulgarização de Freud"

02
Set13

Sobre a loucura constitucional da pátria

Henrique Raposo

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Henrique Raposo:

  •  
  • Rui Ramos:

  •  
  • Notícias

  •  
  • Revistas

  •  
  • Blogs

  •  
  • Arquivo

    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2013
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2012
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2011
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2010
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2009
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D