Segunda-feira, 28 de Setembro de 2009
BE vence, a arrogância de Louçã perde. Obrigado, Albânia

1. O BE é um dos vencedores da noite. Esta estranha coligação de gente respeitável (a esquerda libertária, pós-moderna, a esquerda das causas, dos golfinhos e dos gays) com gente altamente pouco respeitável (a malta da Albânia) lá vai fazendo o seu caminho. O BE, a par do CDS, roubou a maioria absoluta ao PS. Obrigado, Albânia.

 

2. Mas temos de fazer uma distinção entre o partido e o seu líder. Porque Louçã é um dos derrotados da noite. A vaidade imensa de Louçã perdeu esta noite. Louçã queria ser primeiro-ministro. Louçã queria liderar a esquerda. Louçã queria comer metade do PS. Afinal, ficou em 4.ºlugar. Mais: nos seus dias mais realistas, Louçã apenas poderia desejar que os deputados do BE fossem necessários para o PS conseguir 117. Nem isso Louçã conseguiu. Estou a rebolar-me a rir com a cara que Louçã deve estar a fazer agora. É que além disto tudo, Louçã ficou atrás do partido dos "fachos" (é assim que, em privado, ou nas caixas da net, os BEs continuam a tratar as pessoas que votam CDS). Vou rebolar-me um pouco mais. 

 

3. Se quer ser uma força responsável, se quer ser como os Verdes na Alemanha (isto é, o parceiro natural de coligação com o maior partido da esquerda), o BE fazia bem em mandar Louçã para a Albânia. O BE pode ser um partido importante e respeitável, mas para isso tem de deixar de ser a máscara do PSR.



por Henrique Raposo às 00:49 | link | partilhar

Sinal de modernidade: PCP em último

1. Não há como fugir à coisa: o PCP perdeu. Ouvindo os comunistas hoje, até ficou a ideia de que o PCP foi o vencedor. Mas esse gap entre o comunista e a realidade é normal. Eles são assim. Mesmo quando tiverem 2%, os comunistas falarão com aquele tom de quem vence sempre (mesmo quando perde). Porque aquele tom é o tom da sua convicção utópica. Um comunista não vive na realidade. Ele vive na sua convicção, logo, manda sempre à fava o pó da realidade. Podem dizer-lhe que “vejam lá, vocês agora são os últimos". Na resposta, ele diz “mas o comunista sente de maneira especial, o comunista é especial”.

 

2. E este é – finalmente – um sinal de modernidade no nosso sistema partidário. Ver o PCP em último é um marco na história do regime. Ainda falta muito para aquilo que existe na Europa – fim dos comunistas -, mas já é qualquer coisa.



por Henrique Raposo às 00:31 | link | partilhar

O melhor da noite: o melão de Louçã

O homem que queria ser primeiro-ministro fica em 4.ºlugar.



por Henrique Raposo às 00:28 | link | partilhar

Domingo, 27 de Setembro de 2009
Perderam os grandes. "Houve taça"

O PS merece perder, mas o PSD, querida princesa, não merece ganhar.

 



por Henrique Raposo às 22:44 | link | partilhar

Um pedido

A malta dos Açores não podia começar a votar às sete da manhã?



por Henrique Raposo às 19:26 | link | partilhar

Sábado, 26 de Setembro de 2009
Um desejo



por Henrique Raposo às 15:12 | link | partilhar

Sexta-feira, 25 de Setembro de 2009
Preto e Lello

António Preto abre telejornais, mas José Lello não. Porquê? Não me lixem.



por Henrique Raposo às 19:07 | link | partilhar

Um milhão

Anda por aí um milhão de indecisos. O jogo ainda não acabou. Quem vai votar Sócrates já o decidiu há muito. Façam as contas.



por Henrique Raposo às 19:01 | link | partilhar

Quinta-feira, 24 de Setembro de 2009
Vá, uma coisa boa para encantar os 13% de indecisos

 

 



por Henrique Raposo às 22:02 | link | partilhar

O mundo da lua, o mundo onde vive o PS
Em Espanha, o primeiro-ministro propõe um aumento de impostos na ordem dos 1,5% do PIB para fazer face ao crescimento do défice orçamental. Em Inglaterra, todos (repito, todos) os principais partidos políticos debatem que despesas é que se irão cortar para lutar contra o défice orçamental. E em Portugal? Será que nos preocupamos com isso? Claro que não. Para quê? Afinal o défice do subsector Estado só subiu 154% nos 8 primeiros meses do ano.
Mas não faz mal. O dinheiro há-de dar para tudo. Para TGVs, para auto-estradas, para novos aeroportos, para ajudas às PMEs, para aumentar os salários acima da inflação, para Planos Tecnológicos, para para para...
É que, como sabemos, as regras que se aplicam aos outros não se aplicam a nós. E, se é assim, para quê nos preocuparmos?

Álvaro Santos Pereira
 
 


por Henrique Raposo às 14:22 | link | partilhar

Sobre os meninos do BE

Ler sff "Complexo d'Édipo", João Távora.



por Henrique Raposo às 14:15 | link | partilhar

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009
O homem já está a fazer de ministro

Que bonito, Louçã a fazer o trabalho sujo para o PS.



por Henrique Raposo às 21:57 | link | partilhar

A nossa crise tem um culpado: o PS

Ler este post de Manuel Pinheiro.



por Henrique Raposo às 19:42 | link | partilhar

Parem tudo

Está a dar um filme do Chuck Norris no Hollywood.



por Henrique Raposo às 18:00 | link | partilhar

Vamos lá relaxar um bocadinho, que isto anda um bocado tenso

 

 



por Henrique Raposo às 17:02 | link | partilhar

autores
Henrique Raposo
Rui Ramos
Livros






Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009