Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Clube das Repúblicas Mortas

Clube das Repúblicas Mortas

05
Ago09

MFL

Henrique Raposo

Com estas listas, a MFL cortou o efeito Paulo Rangel. A líder do PSD tem o tacto político de um elefante numa loja de porcelana.

05
Ago09

Bonifácio

Henrique Raposo

Um sócio do Belenenses diz isto: “Não pactuamos com desconstrutores da moral e exigimos que João Bonifácio se renda à clara e expressiva grandeza social e histórica da instituição que, infelizmente, ofendeu”.

 

Render-se? O Público vergou-se a esta linguagem autoritária, típica das caixas de comentários da net, e dos mails para jornais. É este o futuro da opinião? Estar sujeita ao lixo da internet?

04
Ago09

Bonifácio

Henrique Raposo

É inacreditável: um jornal que resistiu à pressão do PM não é capaz de resistir à pressão de um clube de futebol e de um certo mundo dos festivais de música. Inacreditável.

04
Ago09

Liberais, né?

Henrique Raposo

Dou uma volta pelos blogs que se dizem "liberais". Ninguém fala do "caso João Bonifácio". Ou os nossos "liberais" são todos do Belenenses, ou então acham que a liberdade não é para um crítico de música, que, ainda por cima, deve ser "estatista". 

04
Ago09

Quando as pessoas sabem que não vale a pena recorrer aos tribunais, votar serve exactamente para quê?

Henrique Raposo

Crónica do Expresso: Votar? Para quê?

 

 ... A narrativa da democracia não tem sido associada ao Estado de Direito, mas sim ao Estado Social. Não por acaso, um estudo recente da SEDES apurou que a maioria dos portugueses considera que 'democracia' é sinónimo de "uma economia que assegure um rendimento digno a todos". Ou seja, os portugueses confundem 'democracia liberal' com 'Estado Social'. Só 14% dos portugueses consideram as liberdades formais do Estado de Direito como a essência da democracia. Estes números preocupantes resultam do ADN da III República: durante os seus 33 anos, este regime secundarizou o Estado de Direito, e privilegiou o Estado Social; ao construir-se sobre os direitos sociais, a III República desprezou os direitos formais. Eis, portanto, a composição química do regime: 0% de Estado de Direito, 100% de Estado Social...

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Henrique Raposo:

  •  
  • Rui Ramos:

  •  
  • Notícias

  •  
  • Revistas

  •  
  • Blogs

  •  
  • Arquivo

    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2013
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2012
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2011
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2010
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2009
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D