Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Clube das Repúblicas Mortas

Clube das Repúblicas Mortas

16
Dez13

Europa, mesmo antes do 25 de Abril

Henrique Raposo
pp. 53-54

"Ou seja, o Portugal metropolitano estava economicamente ligado à Europa e não ao ultramar. O sonho dos ultras africanistas, a albanização de Portugal em redor do império, nunca foi uma política viável. A argumentação colonial destes africanistas (ex.: Alberto Pinheiro Xavier, Franco Nogueira) foi sempre esmagada pelos números. No gráfico das exportações portuguesas, as colónias perderam sempre importância (27,4% em 1958, 25% em 1965, 14,8% em 1973), enquanto que as exportações para a OCDE subiram em flecha (48,1% em 1958, 64,6% em 1965, 78,8% em 1973). Em paralelo, as importações das colónias não eram as importações decisivas para o crescimento do país, isto é, não contribuíam para os sectores mais dinâmicos da economia portuguesa. Em consequência, o tal Espaço Económico Português, uma pseudo-criação do agrado dos ultras, nunca passou de uma miragem".

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Henrique Raposo:

  •  
  • Rui Ramos:

  •  
  • Notícias

  •  
  • Revistas

  •  
  • Blogs

  •  
  • Arquivo

    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2013
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2012
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2011
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2010
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2009
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D