Segunda-feira, 30 de Dezembro de 2013
Fazer filhos





Crónica desta semana


por Henrique Raposo às 20:05 | link | partilhar

Terça-feira, 24 de Dezembro de 2013
Irmandade tugo-romana em Londres





por Henrique Raposo às 11:31 | link | partilhar

Sábado, 21 de Dezembro de 2013
O Natal é lixado




Crónica do Expresso desta semana


por Henrique Raposo às 10:35 | link | partilhar

Sexta-feira, 20 de Dezembro de 2013
Entre o mau gosto e o respeitinho, sei bem de que lado estou


por Henrique Raposo às 08:37 | link | partilhar

As advogadas giras que revelam Salazar




Coluna do Expresso online


por Henrique Raposo às 08:20 | link | partilhar

Quinta-feira, 19 de Dezembro de 2013
Ricardo Araújo Pereira tem graça ou não tem. A "esquerda" é irrelevante




Crónica do Expresso online


por Henrique Raposo às 09:02 | link | partilhar

Quarta-feira, 18 de Dezembro de 2013
O país onde a violação de mulheres é higiene pública



Coluna Expresso online de hoje


por Henrique Raposo às 11:49 | link | partilhar

As grávidas despedidas e a Merkel com sete filhos




Crónica de terça-feira


por Henrique Raposo às 11:48 | link | partilhar

Quando os nossos magnatas gostavam de fazer coisas

A Tempo e a Desmodo - Quando os nossos magnatas gostavam de fazer coisas

 

Coluna de segunda-feira



por Henrique Raposo às 11:46 | link | partilhar

Segunda-feira, 16 de Dezembro de 2013
Europa, mesmo antes do 25 de Abril
pp. 53-54

"Ou seja, o Portugal metropolitano estava economicamente ligado à Europa e não ao ultramar. O sonho dos ultras africanistas, a albanização de Portugal em redor do império, nunca foi uma política viável. A argumentação colonial destes africanistas (ex.: Alberto Pinheiro Xavier, Franco Nogueira) foi sempre esmagada pelos números. No gráfico das exportações portuguesas, as colónias perderam sempre importância (27,4% em 1958, 25% em 1965, 14,8% em 1973), enquanto que as exportações para a OCDE subiram em flecha (48,1% em 1958, 64,6% em 1965, 78,8% em 1973). Em paralelo, as importações das colónias não eram as importações decisivas para o crescimento do país, isto é, não contribuíam para os sectores mais dinâmicos da economia portuguesa. Em consequência, o tal Espaço Económico Português, uma pseudo-criação do agrado dos ultras, nunca passou de uma miragem".



por Henrique Raposo às 07:21 | link | partilhar

Sábado, 14 de Dezembro de 2013
A família de negro

 

Crónica do Expresso desta semana



por Henrique Raposo às 09:15 | link | partilhar

Sexta-feira, 13 de Dezembro de 2013
Ana Moura: um cheirinho a Amália



Crónica do Expresso online


por Henrique Raposo às 08:39 | link | partilhar

Cheirinho a Amália (III)


por Henrique Raposo às 07:13 | link | partilhar

Cheirinho a Amália (II)


por Henrique Raposo às 07:03 | link | partilhar

Cheirinho a Amália


por Henrique Raposo às 07:01 | link | partilhar

autores
Henrique Raposo
Rui Ramos
Livros






Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009